Total de visualizações de página

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

1 de novembro de 2010
Lobos são condicionados a ter aversão por ovelhas
Substância que causa náusea é aplicada na carne
por John Platt
Wikipedia
Só restam pouco mais de 200 lobos mexicanos
Nos Estados Unidos, mortes de animais possivelmente causadas por lobos devem ser cuidadosamente investigados pelo US Fish & Wildlife Service (FWS). Se alguns lobos forem considerados um problema, devem então ser capturados e devolvidos ao cativeiro.

Mas, agora, dois psicólogos têm uma ideia para evitar esse problema: ensinar aos lobos mexicanos que comer ovelhas os deixará doentes. E então eles parariam de comer esses animais.

Nicolaus Lowell, professor de biologia na Northern Illinois University, e Dan Moriarty, professor de psicologia na University of San Diego, tentaram por em prática esta idéia em 2009, utilizando vários lobos mexicanos em cativeiro. De acordo com relatório publicado neste mês, os pesquisadores amarraram um carneiro no chão com um produto químico – chamado Tiabendazol - que induz náusea nos lobos. Como a substância não tem gosto ou cheiro, os lobos não foram capazes de detectá-la. Mas depois de comer a carne contaminada, adoeceram e se recusaram a comer carne de ovelhas novamente.

A terapia de aversão foi testada antes, mas não amplamente utilizada na conservação da vida selvagem. "Essa poderia ser uma ferramenta muito eficaz, por isso certamente vale a pena considerá-la", disse Maggie Dwire, coordenadora-assistente de recuperação da FWS.

O lobo mexicano é o mais raro da subespécie do lobo cinzento da América do Norte. Existem apenas 200 em cativeiro, juntamente com uma dúzia de pares na natureza, todos descendentes de apenas sete animais (provavelmente os últimos de sua subespécie). Um programa de reintrodução começou em 1998 e foi muito menos bem-sucedido do que o planejado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar este blog

Arquivo do blog