Total de visualizações de página

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Você acha que o Brasil está preparado para sediar um evento mundial de esportes, como a Copa do Mundo?



Você acha que o Brasil está preparado para sediar um evento mundial de esportes, como a Copa do Mundo? Será que vale a pena investir tanto no evento?
Escreva uma dissertação a respeito. 
Outubro de 2007
Copa do Mundo de 2014

No dia 30 de outubro, finalmente a notícia se tornou oficial: o Brasil será o país anfitrião da Copa do Mundo de Futebol de 2014. O comunicado foi feito durante reunião do comitê executivo da Fifa em Zurique, na Suíça, na qual estavam o presidente Lula, o técnico da seleção brasileira, Dunga, e o jogador Romário. Essa será a segunda Copa realizada nos gramados do país - a primeira, em 1950, a derrota na final para o Uruguai calou o Maracanã e enlutou a nação. Para os torcedores será uma oportunidade de assistir em casa ao principal torneio da modalidade esportiva mais praticada no mundo.
1. Por que o Brasil foi o escolhido para sediar Copa de 2014?
2. 
Quais são as exigências para abrigar o torneio?
3. 
Algum estádio está preparado para receber a Copa?
4. 
Quantos estádios serão escolhidos para o Mundial?
5. 
Dos estádios atuais quais mudanças seriam necessárias para abrigar partidas do Mundial?
6. 
Quantos turistas o país pode receber?
7. 
Quanto o país vai gastar para receber o evento?
8. 
De onde sairá o dinheiro para bancar as despesas?
9. 
Quais as justificativas para o governo investir na Copa?
10. 
Qual é o retorno para o país depois do torneio?
Por que o Brasil foi o escolhido para sediar Copa de 2014?
A escolha do Brasil se deve a uma mudança no regulamento da Fifa. Em 2000, quando a Alemanha derrotou a África do Sul na votação interna do órgão para escolher o país-sede da Copa de 2006, a Fifa decidiu estabelecer um rodízio entre os continentes que abrigarão o campeonato. Coube à África do Sul, o mais desenvolvido país africano, encarregar-se da Copa de 2010. Para 2014, sendo a América do Sul a bola da vez, a disputa ficou entre o Brasil e a Colômbia. Em abril de 2007, alegando que não conseguiriam cumprir todas as exigências da Fifa para a realização de uma Copa do Mundo, os colombianos retiraram a candidatura. O Brasil se tornou candidato único. Mas um dia antes do anúncio do país-sede para 2014 a Fifa também divulgou o fim do rodízio de continentes, para evitar as candidaturas únicas.
• topo
Quais são as exigências para abrigar o torneio?
Basicamente, as exigências da Fifa para a Copa rezam que os estádios onde as partidas são disputadas apresentem as mesmas condições de conforto e segurança que as de seus equivalentes nos países desenvolvidos. Todos os assentos, por exemplo, têm de ser numerados e é preciso haver hospitais e estacionamentos nas imediações. Além disso, será preciso preparar as cidades que os abrigam para a complexa operação logística que o certame envolve. Sediar uma Copa significa hospedar 32 equipes e suas comitivas durante um mês e criar estrutura para a realização de 64 partidas, que serão transmitidas globalmente.
• topo


Algum estádio está preparado para receber a Copa?
Não, todos precisam de obras para abrigar uma partida do Mundial. Adaptar os modestos estádios brasileiros às recomendações técnicas da Fifa exigirá reformas colossais, e até a construção de novas instalações. Nenhum, nem mesmo os mais recentes, cumpre os requisitos básicos, a começar pelo conforto do público. A Fifa recomenda que todos os espectadores tenham assentos individuais, com encosto de pelo menos 30 centímetros de altura. Banheiros limpos e em número suficiente, corredores de entrada e saída largos e tribunas de imprensa bem equipadas são raridades nos campos brasileiros.

continue

.....................................................................................................................
A questão toda do negócio é: Porque gastar com a Copa se tem tanta gente passando fome* (*troque por gente doente, gente sem terra, gente sem teto e pelo que quiser). Eu respondi no twitter, Porque quem tem dinheiro – investidores, iniciativa privada – está se lixando para criancinhas sem estudo, está se lixando para o povo que morre nas filas dos pronto socorros e mais ainda para quem vive na rua e por outras mazelas do Brasil ou do mundo.
Eles não ligam por que são maus? Não. Eles não ligam porque investir nisso não dá retorno financeiro. Investir nisso dá uma imagem bacana pra empresa, mas investir numa Copa do Mundo traz muito e MUITO dinheiro. E é só nisso que eles pensam. Bem vindo ao mundo. Pois é assim que ele funciona desde que trocaram o escambo pela venda e pelo lucro. Ou melhor, desde que os “malditos” ingleses (sempre eles inventando moda, nem a tal Copa do Mundo iria existir sem eles) cismaram com aquela tal de Revolução Industrial.
Ninguém vai reformar estádio para o povo se sentir melhor, até porque os ingressos ficaram bem mais caros depois disso – e eu nem estou falando dos ingressos para a copa. Ninguém vai melhorar os transportes, rede hoteleira e irá treinar a polícia das cidades sede por causa do povo. Ninguém. Irão fazer isso para os gringos e porque a FIFA exige. Ponto final. Como o ser humano é nojento não?
O meu ponto é que não importa para quem irão fazer, importa é que irão melhorar o transporte, a rede hoteleira, polícia mais bem treinada e muito, mas muito investimento, além de criação de milhares de empregos diretos e indiretos justamente por causa da “maldita” Copa. É, é meio maquiavélico sim, se é que você me entende. Eu vou fazer o quê? Esperar para que o Congresso faça isso pelo povo brasileiro? Não. Graças aos súditos da rainha temos o futebol e teremos a Copa no Brasil. Só assim para melhorar alguma coisa de verdade.
Não tenho dúvidas que algumas obras serão superfaturadas, não tenho dúvidas de que haverá muita reclamação e confusões homéricas por causa dos ingressos. Esses então que serão caríssimos, provando mais uma vez que estão se lixando para o povo. Na verdade, a Copa do Mundo não é um evento para o povo… esse “só serve” para ficar bem nas filmagens de praças, casas e qualquer lugar onde tenha aglomeração, uma televisão e gente comemorando. Afinal de contas, o que é um evento esportivo sem os links ao vivo da Globo.
E antes que você pense que eu sou um idiota sem coração eu digo que também não gosto disso. Não acho que deveriam ‘melhorar’ o país por causa da Copa, mas melhorar para o povo, melhorar a qualidade de vida… etc, etc. Mas é assim que as coisas funcionam por aqui e em grande parte do mundo. Ou você acha horrível o mundo olhar um pouco para a África? Mesmo que seja para a Copa do Mundo de 2010, vão olhar um pouco para lá.
E não me venham com, “esse dinheiro podia ser gasto com isso, com aquilo”. Quanto custou a guerra do Iraque? E também não me venham com ditados romanos de César dando Circo ao povo. Deus sabe o quanto o povo brasileiro sofre o ano todo – metade dele só para dar uma montanha de dinheiro para o governo –, por que não um pouco de circo?
E não se iluda, quem teoricamente mais sofre com isso tudo, é quem mais se mata por causa de uma copa do mundo. O povo. E outra, o país já para em ano de copa do mundo de qualquer jeito, me acompanhe: Férias, Carnaval, Copa do Mundo e Eleições para Presidente.
E que o Brasil seja Hexa ou Hepta.

......................................
A Copa do Mundo de 2014 pode se transformar em mais uma grande dor de cabeça para o Brasil, assim como já aconteceu nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro. A conclusão é de um estudo inédito da consultoria econômica LCA, a que o jornal Folha de S.Paulo teve acesso e sobre o qual publicou reportagem na edição desta quarta-feira. 

De acordo com o levantamento, os eventos de maior êxito sob o ponto de vista econômico e social, e não necessariamente no aspecto esportivo, são aqueles que consumiram proporcionalmente mais investimentos em infraestrutura das cidades e menos em equipamentos esportivos. 

Os casos de sucesso destacados pelo estudo da LCA, como a Olimpíada de Barcelona, em 1992, e a Copa do Mundo da Alemanha, em 2006, tiveram baixo índice de gastos com equipamentos esportivos (9,1% e 11,1%, respectivamente). 

O Brasil, por sua vez, prevê para 2014 cerca de R$ 22,7 bilhões de investimentos para a construção de arenas – ou 25% do total. Na África do Sul, por exemplo, essa proporção foi semelhante, de 28% só em estádios.
..............................................
O Comitê Executivo da Fifa anunciou nesta terça-feira o Brasil como sede oficial da Copa do Mundo de 2014.
O anúnciou foi feito em Zurique na Suiça. Único candidato na disputa, o Brasil foi eleito por unanimidade entre os membros do comitê. Ainda não se sabe qual estado vai sediar o evento, mas especula-se que o governo gaste cerca de R$ 2,8 bilhões na construção e recuperação de estádios.
Você acha que o Brasil está preparado para sediar um evento mundial de esportes, como a Copa do Mundo? Será que vale a pena investir tanto no evento?



Pesquisar este blog

Carregando...

Arquivo do blog