Total de visualizações de página

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Que bom morar na cidade!

Escreva uma dissertação na qual aponte os principais problemas urbanos.
Na sua tese deverá ser otimista, mostrando que tais problemas têm solução.
Termine o texto, exaltando a vida na cidade.Deverá citar um trecho de A cidade e as Serras, de Eça de Queiroz.

“Nem este meu supercivilizado amigo compreendia que longe de armazéns servidos por três mil caixeiros; e de Mercados onde se despejam os vergéis e lezírias de trinta províncias; e de Bancos em que retine o ouro universal;e de fábricas fumegando com ânsia; e de Bibliotecas abarrotadas, a estalar, com a papelada dos séculos; e de fundas milhas de ruas, cortadas, por baixo e por cima, de fios de telégrafos, de fios de telefones, de canos de gases, de canos de fezes; e da fila atroante dos ônibus, tramas, carroças, velocípedes, calhambeques, parelhas de luxo; e de dois milhões duma vaga humanidade, fervilhando, a ofegar, através da Polícia, na busca dura do pão ou sob a ilusão do gozo – o homem do século XIX pudesse saborear, plenamente, a delícia de viver!”
As cidades e as serras, Eça de Queiroz
..........................................................................

 O mundo está passando por um intenso processo de urbanização. Esse processo teve destaque primeiramente durante o século XVIII, nos países envolvidos na Revolução Industrial. Já nos países em desenvolvimento, a urbanização ocorreu de forma expressiva a partir da década de 1950, impulsionada pelo desenvolvimento industrial, pois as atividades industriais se expandiram por vários países, atraindo cada vez mais pessoas para as cidades. 

No entanto, a urbanização acelerada sem planejamento tem como consequência problemas de ordem ambiental e social. O inchaço das cidades, provocado pelo acúmulo de pessoas e a falta de uma infraestrutura adequada, gera transtornos para a população urbana. 
Uma das principais características da urbanização sem o devido planejamento é o inchaço das cidades, desencadeando graves consequências econômicas e sociais, esse fenômeno ocorre principalmente nos países em desenvolvimento, em razão da rapidez do processo de urbanização e da falta de infraestrutura. 
O crescimento desordenado das cidades gera a ocupação de locais inadequados para moradia, como áreas de elevada declividade, fundos de vale, praças, viadutos, entre outras. 

Conforme a Organização das Nações Unidas (ONU), atualmente cerca de 25% da população mundial que mora em cidades vivem na absoluta pobreza. 

Os problemas urbanos são vários e bem diversificados, as grandes cidades sofrem principalmente com as poluições, engarrafamentos, violência, desemprego, desigualdade social, locais inadequados para moradia, saúde, educação, infraestrutura, etc. 

Os diversos tipos de poluição (hídrica, visual, do solo, sonora, atmosférica) são causados principalmente pelo modo de produção e consumo estabelecidos pelo capitalismo. A poluição atmosférica é um grande problema detectado nas cidades, o intenso fluxo de automóveis e as indústrias são os principais responsáveis pelo lançamento de gases tóxicos na atmosfera. Outros problemas ambientais decorrentes da urbanização são: impermeabilização do solo, alterações climáticas, efeito de estufa, chuva ácida, ausência de saneamento ambiental, destinação e tratamento dos resíduos sólidos, entre outros. 

A falta de segurança tem sido um dos principais motivos que preocupam a população urbana. Diariamente são divulgadas notícias de violência nas cidades, esse processo está diretamente associado a outros problemas como o desemprego, a educação de baixa qualidade e a desigualdade social. 
Portanto, os distintos problemas urbanos formam uma teia, onde um está diretamente ligado ao outro, havendo a necessidade da realização de políticas para solucionar todos esses problemas, proporcionando uma melhor qualidade de vida para a população urbana.
Veja mais:
Brasil Escola - A inexistência de planejamento urbano eficaz compromete a qualidade de vida da população urbana.
Mundo Educação - Os principais problemas sociais presentes nas cidades brasileiras.
Saiba mais sobre problemas urbanos: as enchentes
Alterações ambientais causam problemas na zona urbana.
Urbanização acelerada e falta de planejamento causam enchentes.
.................................................................................... 
O desmatamento, as edificações, a canalização dos esgotos, a mudança do curso dos rios e a poluição geram diversos problemas urbanos.

Essas alterações ambientais causadas pelas atividades urbanas são sentidas pela população. As enchentes, por exemplo, são consequências do processo de urbanização acelerado e sem planejamento.

O professor de geografia do curso e colégio Poliedro, em São Paulo, João Carlos Marcon, explica que o assoreamento dos rios e a impermeabilização dos solos favorece o escoamento rápido da água da chuva e acelera a elevação dos rios.

“Quem mais sofre com isso são as vias marginais, como a Tietê e Pinheiros, em São Paulo, e as regiões periféricas.

................................................

BRASIL: PROBLEMAS URBANOS

www.netvestibulando.hpg.com.br
     1. POLUIÇÃO
     a) do ar : contaminação da atmosfera pelos poluentes químicos, o gás carbônico , que provoca o efeito estufa, e o CCF ( Cloro, Carbono e Flúor), que destrói a camada de ozônio. Além dos metais pesados. As chuvas ácidas são outro fenômenos atmosféricos causados em escala local e regional, pela emissão de poluentes das indústrias, dos transportes e outras fontes de combustão. Os principais responsáveis por esse fenômeno é o trióxido de enxofre, que é a combinação do dióxido de enxofre , emitido a partir da queima de combustíveis fósseis, e do oxigênio já presente na atmosfera.
     b) visual: massificação através da propaganda.
     c) termal: super aquecimento da atmosfera mediante fumaça quente que sai das fábrica e dos carros; aquecimento dos asfaltos e do concreto pelo sol, além do efeito estufa. Formam-se assim, " Ilha de Calor".
     d) sonora: os intensos e freqüentes ruídos, provocam problemas de saúde  alongo prazo como: surdez, neurose, lesões entre outros...
     e) poluição do solo: problemas do lixo. O acúmulo de lixo no solo trás uma série de problemas não somente para alguns ecossistemas, mas também para a sociedade, como: proliferação de insetos e ratos, que podem transmitir várias doenças; decomposição bacteriana da matéria orgânica, que além de gerar mal cheiro, produz um caldo escuro e ácido denominado chorume, que por sua vez infiltra-se no subsolo contaminando o lençol freático; contaminação do sol e das pessoas que manipulam o lixo com produtos tóxicos; acúmulos de matérias não biodegradáveis.
     2. SANEAMENTO
     Carência de abastecimento de água e rede de esgoto.
     3. TRÂNSITO
     Problemas de engarrafamento, acarretando prejuízos para a indústria e comércio, mais consumo de combustível e mais poluição.
     4. HABITAÇÃO
     No que diz respeito a favelização e a especulação imobiliária.
     5. DESEMPREGO E SUBEMPREGO
     O alto índice de desemprego nos grandes centros urbanos, principalmente devido o exôdo rural, e o crescimento do mercado informal.
     6. MARGINALIZAÇÃO
     Menor abandonado, prostituição, assaltos, crimes, mendingos... 

www.netvestibulando.hpg.com.br


3 comentários:

  1. MARCON... COMO FACO PRA FALAR COM VC?
    BJO TATI

    ResponderExcluir
  2. Escreva para profared@hotmail.com

    ou ligue para

    11 3271 33 11

    R

    ResponderExcluir
  3. Eu não sei como falar com marcon..mas escreva po mim q explico que o blog tem coletâneas

    ResponderExcluir

Pesquisar este blog

Arquivo do blog