Total de visualizações de página

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Exercício de escrita, visando à nossa incerteza sobre o que a Unicamp pode solicitar no Vestibular

Qual é a imagem que o Brasil tem no exterior?
Leia o texto e resuma-o em mais ou menos dez linhas. Cite o autor. Depois, construa sua dissertação, analisando causas e a consequências dessa imagem ( a do autor do texto que se segue).


VAGUINALDO MARINHEIRO

Sexo e Petrobras
''Você escolhe: Lula com as mãos sujas de petróleo ou uma bunda feminina usando um biquíni fio dental? Essas são as imagens que correm paralelas na mídia mundial quando o assunto é Brasil.
Crescemos, ganhamos importância no cenário global, as páginas de economia dos principais jornais e revistas do mundo nos levam a sério, mas continua difícil apagar o estereótipo de paraíso sexual.
Na semana passada, o assunto foi a Petrobras. Publicações do mundo todo trataram da captação recorde na Bovespa. A ilustração mais frequente foi a foto do presidente exibindo o "ouro negro".
Na Itália, o "Corriere della Sera" fez um texto épico para dizer que a sexta-feira marcou um momento histórico.
Foi o dia em que, nos dizeres do jornal, a Petrobras deu salto gigante para suplantar "ícones globais como Microsoft e Apple e se tornar a segunda maior empresa do mundo em valor de mercado".
A informação está incorreta. A Petrobras é a quarta do mundo, atrás da Exxon Mobil, PetroChina e da Apple, mas isso não invalida o teor da reportagem, com elogios ao Brasil. Antes da venda de ações da Petrobras, a "The Economist" já dizia que o modelo de agricultura praticado no Brasil deveria ser seguido pelo mundo.
Já o "Financial Times" afirmou que a Grécia, país endividado e à beira de um calote, deveria tomar lições com as autoridades do Brasil.
O mesmo jornal trouxe na edição do fim de semana uma longa conversa de seu correspondente no Brasil com Fernando Henrique Cardoso.
Há vários elogios a FHC e, claro, comentários do ex-presidente sobre o atual.
FHC diz que Lula é o Lech Walesa que deu certo, mas complementa: "Eu fiz as reformas. Ele surfou na onda".
Ao mesmo tempo, jornais ingleses falam das prostitutas brasileiras e, num site com notícias econômicas, o assunto Brasil vem acompanhado do anúncio de uma agência que oferece mulheres brasileiras.
Bem mais explícita foi a portuguesa "Focus", que pôs na capa uma bunda com um microbiquíni verde-amarelo com os dizeres: "Eles adoram-na; elas odeiam-na; O segredo da mulher brasileira; 2.216 casamentos com portugueses só em 2009".
Em poucos minutos de conversa, fica claro que, para os engravatados da City (região que concentra as finanças do Reino Unido), o Brasil interessa pelo pré-sal, pelo minério da Vale... Para o cidadão comum, representado pelos taxistas, o Carnaval e as mulheres são o foco de atenção.
Morando em Londres, a frase que mais escuto ao dizer que sou brasileiro é: "Brazil?
Really? How exciting!". Nunca sei se o interlocutor está pensando no crescimento econômico de mais de 6% ou só em uma mulher seminua''.

VAGUINALDO MARINHEIRO é correspondente em Londres.


http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/fz2809201006.htm

Pesquisar este blog

Arquivo do blog